Bases Extras Tributáveis / Valores Extras Tributados

Navegação:  Fiscal > Cadastros > Genéricos >

Bases Extras Tributáveis / Valores Extras Tributados

Página anteriorVoltar ao tópico principalPróxima página

Registra as operações adicionais que poderão somar ou subtrair as bases de cálculo dos tributos, bem como somar ou subtrair do valor final do tributo.

Código: Informe um código numérico, com até 3 dígitos.

 

Descrição: Informe um nome que identifique a operação adicional.

 

No quadro Tipo base/valor:

 

Base: Sobre o valor lançado, será aplicada a alíquota de tributação do imposto. Este valor será somado ou subtraído da base de cálculo do tributo.
 
Valor: O valor lançado será somado ou subtraído do valor final do tributo.

 

No quadro Operações na base de cálculo /valor tributável, selecione uma das opções:

 

Somar: O valor lançado será somado a base de cálculo ou ao valor final do tributo. Será considerado como valor devedor de tributo.

 

Subtrair: O valor lançado será subtraído da base de cálculo ou do valor final do tributo. Será considerado como valor credor de tributo.

 

Tributação para o Simples Nacional: Selecione o grupo/tipo de atividade ao qual se enquadra esta base tributável, conforme relação de atividades admitidas no Simples Nacional, Resolução CGSN nº 4/2007 (art. 12, § 3º). Clique aqui para consultar os tipos de serviços.

 

Integra Faturamento: Marcando esta opção, o valor da base extra tributável será considerado no relatório Declaração de Faturamento.

 

Selecione as incidências da operação. Conforme o tributo selecionado para incidência, é habilitado para que seja informado o percentual para base de cálculo, ou seja, sobre o valor total lançado para a base extra tributável, ao calcular o tributo será considera o percentual definido neste campo.

 

O quadro Informações para EFD Contribuições, será habilitado se estiver marcada incidência de PIS e/ou COFINS. Estes dados serão utilizados para a geração do arquivo EFD Contribuições.

 

Se a Operação da base/valor for igual a subtrair, serão habilitados os campos do quadro "Informações do Crédito".

 

Origem do Crédito
Natureza do Crédito
CST PIS/COFINS

Se a Operação da base/valor for igual a somar, será habilitado o campo do quadro "Informações do Débito".

 

CST PIS/COFINS
Produto: Habilitado somente para CST 2 a 9
Alíquota de PIS: Preenchido automaticamente, somente para CST 2 e 3
Alíquota de COFINS: Preenchido automaticamente, somente para CST 2 e 3

 

O quadro Regime de Tributação será habilitado somente se a empresa estiver parametrizada como regime cumulativo e não-cumulativo simultaneamente e se o CST PIS/COFINS de saída for igual a 1. Neste quadro, deve ser definido para a base/valor qual é o regime, entre cumulativo e não-cumulativo.

O quadro Instituições Financeiras será habilitado somente se o estabelecimento estiver parametrizado como instituição financeira.

Neste quadro, para cada base extra tributável utilizada para efetuar lançamentos, devem ser informados os dados da Atividade, da Receita e do Detalhamento.

 

Cliente/Fornecedor: Informe o código ou CNPJ do cliente/fornecedor, ou efetue a pesquisa teclando F4. Pode ser preenchido tanto para operações a débito como a crédito. A informação deste campo será utilizada nas telas de lançamento de bases e valores.

 

Conta: Defina as contas contábeis a serem utilizadas na geração dos registros do arquivo SPED Contribuições

 
Tópicos relacionados:

Lançamento de Bases Extras Tributáveis

 

Lançamento de Valores Extras Tributados